quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

O amigo da Onça!



O amigo da onça desta semana é o prefeito Fernando Jordão. Em um ato de ingratidão demitiu o advogado Francisco Lucas da Procuradoria Geral. Pois é! Enquanto o tecnicamente excelente advogado Francisco Lucas servia aos seus propósitos, como seu fiel escudeiro, o prefeito esteve ao seu lado e, agora, por conveniência, comete ato de ingratidão.

Quando da primeira candidatura, o Senhor Prefeito dizia que "era mais Angra", agora nomeia uma forasteira para o cargo de procuradora-geral. É inacreditável a leviandade do "Senhor" Prefeito!

2 comentários:

Conceição Rabha disse...

Carneiro,
parabéns pelo blog. Linguagem apurada, conhecimento geral, análise incisiva. Sucesso para você. Em breve farei comentário a respeito no Tribuna Livre.
Feliz 2008!

Platão disse...

No estudo do comportamento humano o medo, talvez, seja o sentimento mais interessante. Em doses pequenas ele preserva a vida diante de riscos reais, porém em excesso ele tende ao desespêro e até o pânico. Já ingratidão é um sentimento próprio de uma relação pessoal, onde o ato de fazer algo deixa de ser uma obrigação para ser uma condição ética ou moral. O prefeito não é ingrato, porque ele tem como amigo o Bento, e nessa relação ele parece estar indo ao "inferno" com ela. Já Francisco Lucas, o prefeito pode estar classificando-o como um prestador de serviços ao município, e, portanto, dispensável como qualquer outro prestador, sem dívidas éticas ou morais. Além do que, para o prefeito, perder o Bento parece gerar desespêro ou pânico; mas perder Francisco Lucas, não há prejuízo pessoal, em especial para o ex-procurador, que executou muito bem seu papel.