terça-feira, 13 de março de 2012

PARA ARREFECER UM POUCO MEU ATEÍSMO


Darcy Ribeiro (pensador, sociólogo, antropólogo, militante dos direitos humanos, escritor...) em testamento pediu que seu corpo fosse encomendado por Frei Betto e Frei Leonardo Boff. Frei Betto não pode estar na ocasião de modo que somente Leonardo Boff (frei, teólogo, filósofo, excomungado da igreja católica pelo atual papa, escritor, militante dos direitos humanos...) esteve com ele em suas últimas horas. Leonardo Boff narra esses últimos momentos dele com Darcy:

Darcy - "Quero discutir com você o tema da morte, porque estou enfrentando a morte, meu grande último desafio."

Em seguida faz Boff ler o prefácio do, então inédito, Confissões, livro no qual Darcy faz uma leitura da vida. E Boff leu o seguinte:
"Pena que a vida , tão carregada de lutas e fracassos, e vitórias, e vontade de trabalhar, seja marcada por uma profunda desesperança, porque nós voltamos, através da morte, ao pó cósmico, ao esquecimento e ficamos na memória que é curta e só de algumas pessoas, e voltamos à diluição cósmica."

Então ao final da leitura Boff diz:

Boff - "Darcy, acho que é uma interpretação de quem vê de fora. É como você ver a borboleta, e ver o casulo. Você pode chorar pelo casulo que foi deixado para trás e ver que ele morreu. Mas você pode olhar a borboleta e dizer: "Não, ele libertou a borboleta, e ela é a esperança de vida que está dentro do casulo".

Boff continua - "Darcy, deixa te dizer como imagino tua chegada , o teu grande encontro. Não vai ser com Deus Pai porque para você Deus tem de ser Mãe, tem de ser mulher..." (risos)

Darcy - "Então vai ser uma Deusa"

Boff - "Imagino assim: que Deus, quando você chegar lá em cima, vai te dizer com os braços abertos: "Darcy, como você custou para chegar, eu estava com uma saudade louca de você, finalmente você veio, você não queria vir, você teve de vir e agora chegou." E te abraça, te afaga em seu seio, e te leva de abraço em abraço, de festa em festa"

Darcy - "De farra em farra..." (risos)

Boff - "Isso será pela eternidade afora"

Boff narra que nesse momento Darcy parou, olhou de lado, como que o interrogando e disse:
Darcy - "Como gostaria que fosse verdade! Minha mãe morreu cheia de fé e morreu tranqüila, eu invejo você, que é um homem inteligente e de fé. Eu não tenho fé. Como gostaria que fosse verdade"

Boff conta que aí lhe correu uma lágrima e ele ficou silencioso, estremeceu e teve um acesso de diabetes, uma queda muito grande de pressão e tiveram de levá-lo.

Boff - "Darcy não se preocupe com a fé, porque Deus não se incomoda com a fé. pelos critérios de Jesus, quem tem amor tem tudo. Então quando agente chega na tarde da vida como você, que atendeu os famintos como você, crianças abandonadas como você, índios marginalizados como você; negros que você defendeu, as mulheres oprimidas, desde o neolítico ninguém louvou a mulher quanto você - quem fez isso ganha tudo, porque optou pelos últimos, por aqueles que estavam em necessidade. Quem fez isso tem o Reino, tem a eternidade, tem Deus. E você só fez isso."

Darcy respirou e disse: "Puxa, mas tem de ser verdade".

4 comentários:

Anônimo disse...

Dr. Cláudio, não espere a morte para saber se Deus existe, porque quando ela chega já é tarde demais para voltar atrás e o tempo já se foi. Percebo que muitos ateus, são na realidade pessoas com uma fé interior enorme e por esta razão se acha sem fé, pelo fato da sua inteligencia não conseguir entender a grandiosa maneira de Deus se apresentar para nós. Eu acredito em Deus, e as vezes me pergunto porque tanta desgraça, tanta corrupção, tanta injustiça e vejo nisso tudo que Deus não tem nada haver com isso, nós na nossa fragilidade nos achamos sabedores de tudo e nosso orgulho nos impede de fazermos algo bom, mesmo nos achando bons, é ai que fazemos um monte de erros e assim vai se multiplicando em consequencias terriveis,é assim vai, meu erro, o seu erro, o do outro, virando um circulo vicioso e o mundo acaba se transfornado no que é a cada dia, Onde está Deus? Nos olhando e cuidando de nós, porque Ele nos criou para a felicidade e nós nos destruimos a cada dia com essa nossa maneira arrogante de achar que sabemos tudo. Um grande abraço. Gosto muito de vc e da sua maneira guerreira de viver, viva com Deus, Ele cuida de Você.

Professor JR Crivelaro disse...

Concordo com o Leonardo Boff, quem tem amor tem fé, agora existem muitos e muitos que dizem ter fé e não sabem o que é ter amor.

Anônimo disse...

Todo ateu é um cético e firme das suas convicções mas,se a vida o colocar diante de situações onde ele se vê com uma escopeta mirada em sua cabeça,ou um diagnóstico de um cancêr incurável ou num abismo onde ele olha para todos os lados e não vê a saída,com toda certeza se não sair de seus próprios lábios se ouvirá no fundo de sua alma a palavra "meu Deus".

Anônimo disse...

Todo ateu ama a Deus só que ainda ele não sabe disso.